Borboleteando...

. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .
A vontade impulsiva de escrever e depois de ver tantos blogs interessantes me levou a criar um também... como borboleta, vou borboleteando por aí, sem saber onde isso vai dar nem onde irei parar... Bons vôos... εïз~*~

. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .

quarta-feira, 24 de dezembro de 2008

FELIZ NATAL!!!

Deixo de presente de Natal esse poema/cordel que uma vez alguém recitou pra mim e muito me emociona. Feliz Natal a todos os amigos blogueiros e/ou leitores do Borboleteando!

Carta ao Papai Noel
(Poeta, cordelista e violeiro Luiz Campos)
Seu moço!
Eu fui garoto infeliz na minha infância
que soube que fui criança,
mas pela boca dos outros.
Só brinquei com gafanhoto
que achava no tabuleiro,
debaixo do juazeiro
comia as vacas de osso.
Essas que atrevai seu moço,
que se arranja sempre.
Quando eu vi um gurizinho brincando de velocípede,
de caminhão e de jipe,
de bola, revólver e carrinho.
Sentia dentro de mim desgosto que dava medo.
Ficava chupando dedo
e chorando o resto do dia
só porque eu não podia
pegar naqueles brinquedos.
Mas perguntei uma vez ao filho de um doutor,
dizendo faça um favor
quem é que dá isso a você?
E respondeu logo uns três: isso aqui é os presente
que a gente que é inocente,
vai dormir, às vezes nem nota,
isso é Papai Noel que bota
perto do berço da gente.
Fiquei naquilo pensando
até o Natal chegar.
E na noite de Natal eu fui dormir me lembrando.
Acordei e fiquei caçando
por onde eu tava deitado.
Seu moço eu fui enganado!
Que do presente que tinha,
de mijo era uma pocinha
que eu mesmo tinha mijado.
Saí com a bexiga preta
caçando os amigos meus.
Quando eles mostraram pra mim caminhão, carro, carreta,
bola, revólver, corneta
e trem elétrico até, boneca, máquina de pé.
Mas não brinquei, só fiz é ver
e resolvi escrever
uma carta à Papai Noel.
Papai Noel, é pecado
os outros me maltratarem?
Mas eu vou lhe reclamar um troço que está errado.
Que os filhos dos deputados
você dá tanto carrinho,
mas você é muito ruim
que lá em casa não vai.
Por certo não é meu pai
e nem se lembra de mim.
Já estou certo que você só balança o povo seu.
Um pobre que nem eu,
você vê faz que nem vê.
E se você vê porque na minha casa não vem?
O rancho que a gente tem é pequeno, mas lhe cabe.
Será que você não sabe
que pobre é gente também?
Você de roupa encarnada, colorida, bonitinha,
nunca reparou que a minha
já está toda remendada.
Seja mais meu camarada
para eu não chamá-lo de ruim.
Para o ano que vem faça assim:
dê menos aos filhos dos ricos,
de cada um tire um tico
e traga um presente pra mim.
Meu endereço eu vou dar,
da casa que eu moro nela.
Resido numa favela
que você nunca foi lá,
mas quando você chegar,
que avistar uma palhoça
coberta com lona grossa
e dois buracão bem grande e uma porta velha.
Pode bater que é a nossa!
Pensamentinho de Cabeceira:
"Então é Natal...
e o que você fez?"
(Simone)

9 comentários:

•.¸¸.ஐBruneLLa Wyvern disse...

Então é Natal... Enquanto comemoramos, quantos são os nossos irmãos que sofrem? Quantas são as crianças doentes e com fome? Até quando poderemos suportar?
beijos e borboleteios Sammyra!

Anne (Ŧ) disse...

Feliiiiz Nataaaal! :D

Max Psycho disse...

Bom gata boa sorte ai com as multas e um feliz natal, te adoro, ainda preciso falar om vc sobre os cartões, bjus

Gerlaine disse...

Feliz natal Sammyra!

Ingridi Kroeger disse...

Gostei muito !
Feliz natal lindinha!

JIME disse...

Feliz Natal!
Que tenha muitas alegrias e ternura no coração.
Beijos.

ºDreº disse...

Então...? É natal, neh?

Feliz Natal pra vc aê, tudo de bom.
beijos

Verônica disse...

Olá!

Um feliz natal e um ano novo cheio de amor, paz e sucesso!

Emily disse...

Feliz NATAl!! Que você seja muito, muuito abençoada neste e nos outros dias que virão!
O melhor da vida desejo à você e a sua família!!!
Beijão!!

Ass.: Beca
blog: www.luvadepelica.com.br