Borboleteando...

. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .
A vontade impulsiva de escrever e depois de ver tantos blogs interessantes me levou a criar um também... como borboleta, vou borboleteando por aí, sem saber onde isso vai dar nem onde irei parar... Bons vôos... εïз~*~

. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .

sábado, 19 de julho de 2008

Minha Juazeiro


Encostado ao Crato
Fabio Carneirinho

Tudo ao redor é só beleza
Vejo a grandeza dessa capital
Aprendi muito eu lhe sou muito grato
Mas o melhor lugar do mundo
É encostado ao Crato
A terra é quente e o cabra soa
Mas é melhor que viver na garoa
Cidade grande eu vou m'embora levo teu retrato
Mas o melhor lugar do mundo
É encostado ao Crato
Tem forrozeiro, tem repentista
Muito matuto metido a sulista
Gente que come e depois cospe o prato
Mas o melhor lugar do mundo
É encostado ao Crato
Tem chapeuzinho que no fundo é lobo mau
Tem sapateiro que num vale um sonrisal
Tem burguesia explorando os empregados
Mas o melhor lugar do mundo
É encostado ao Crato
Tem gente pobre que trabalha o dia inteiro
Tem gente boa feito o povo dos carneiros
Tem muita gente sem feijão no prato
Mas o melhor lugar do mundo
É encostado ao Crato
Já cruzei mares, cruzei sertões
Vi outras terras, outras nações
Já vi lugares onde não há desempregado
Mas o melhor lugar do mundo
É encostado ao Crato
Naquele tempo muito distante
Era fazenda Tabuleiro Grande
O padre Ciço te levou nos braços

E hoje só és um gigante
Porque é encostado ao Crato

É tão bom falar de nossa terra, de nossas raízes, do nosso chão... Até porque, "o melhor lugar do mundo é encostado ao Crato, ou seja, minha Juazeiro Do Norte!

Minha Juazeiro tem crescido tanto, tem ficado com ar de cidade grande, dessas que a gente trabalha dia e noite, mal fala com os vizinhos e morre de medo de andar por aí e se deparar com um assalto (benzendo-se três vezes se o assaltado não for você, rs).
Sabe, sou completamente a favor do progresso, mas nesses últimos tempos ando tão nostálgica... morro de saudades da minha Juazeiro de infância, de quando eu saía pra brincar na rua, à noite, de pés descalços, e no meio daquela menineira toda nossa rua São Francisco ganhava mais cor, mais graça, os gritos, as gargalhadas, as cantorias das brincadeiras de roda eram música para os ouvidos! Brincávamos de amarelinha, pular elástico, dona da calçada, sete pecados, passa anel...
E aos domingos então? Quando, após a missa do São Miguel, descia uma enxurrada, rumo à Praça Almirante Alexandrino, vulgo Praça Padre Cícero (o Almirante Alexandrino que me perdoe, mas essa praça sempre será a Padre Cícero, rs) e lá, "volteávamos", paquerávamos, marcávamos encontros, crianças corriam despreocupadas, outras tiravam fotos no cavalinho, outras tantas choramingavam por uma daquelas bolas gigantes... O cheiro de pipoca confundia-se com o de algodão-doce, a banda de música vinha tocar no coreto e a criançada ia marchando atrás...
Onde terá ido parar a banda de música? E o moço da pipoca e algodão-doce? ainda estarão por lá? Não sei dizer, deixei de ir "voltear" por lá desde que carros barulhentos passaram a confundir meus ouvidos, uma vez que eram tantos e com músicas tão diferentes ao mesmo tempo...
E as crianças de hoje, onde estarão? Provavelmente trancafiadas em casa, metidas em seus quartos, jogando video game, no orkut ou msn. Que infância, hein? Onde isso tudo vai parar? Como estarão as crianças daqui há dez, quinze anos? Ainda existirá criança no mundo? Ou meros adultos em miniatura? Ou passarinhos engaiolados, vendo a vida passar da janela?
Ainda podemos ver algumas cadeiras na calçada, vizinhos que ainda se conhecem, proseando amenidades, falando da vida alheia ou do último capítulo da novela das oito, alguns velhinhos ainda se encontram, durante o dia, na praça Padre Cícero (que o Almirante Alexandrino me perdoe mais uma vez) para umas partidinhas de dominó e uns poucos guris jogam um futebolzinho minguado na calçada. Bom sinal. Nem tudo está perdido! Nem tudo...

Mais selinhos pra me deixar mais convencida! rsrs


Adoooooooooro esses mimos, tenho que confessar! E dessa vez quem me deu foi meu amigo do Quiabada de Coruja. E deu logo quatro selinhos de uma vez só! A Borboletinha aqui agradece, viu moço? rsrs E dessa vez foi generoso pois tenho que dividi-los com mais 15 blogs amigos! Tá aí os selos e os indicados! Espero que gostem!
Ufa!!! Rsrsrs! Espero que gostem!
Pensamentinho de Cabeceira:
"E quem é ele?
É o padre Cícero Romão
Do juazeiro do norte
Meu padrinho sua benção"
(Chico da Silva)

31 comentários:

Max Psycho disse...

é bem isto mesmo, todas as cidades (e não só asua) sogfrem muitas transformações e com o crescimento elas se tornam diferentes, amargas e perdemos o gosto por morar nelas, putz gata muito obrigado pelos selinhos é uma honra receber isto de tão honrado blog, muito obrigado, como eu sempre digo, não mereço, mas agradeço

Edu França disse...

Menina, que força de resistência a cultura nordestina e sertaneja tem aqui, tudo delicadeza com um tom de cultura formal que eleva ainda mais nossa cultura (eu sou de Recife, exilado e Paris). Gostaria de ter esse ímpeto, parabéns!

__((::_Perfect Girl_::))__ disse...

aiai... eu nunca morei em cidades que sofrem grandes transformações...

(deve ser pq sempre morei aqui em Guarulhos... duhhhhhhhhhhh)

rsrsrsrs

bom, mas efim... acho que toda cidade é assim mesmo... vão se transformando, crescendo e muitas vezes crescem e ficam piores (infelizmente)...

mas enfim...

Muito obrigada pelos selinhos...

AMEIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIII...

Bjuxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

Tay disse...

Ola q bom que gostou do meu blog..tb amoooooooooooooooo e gostou da borboletinha tb,rsrsrsrsr
vou assistir a esse filme ta...ah te linkei ontem..
volte sempre..
um bjão no coração
tay

Tay disse...

sou leonina do dia 11/08..
bj

Letícia Castro disse...

Mi mariposita preciosa del corazón! Flor, olha só o que aconteceu essa semana. Estava eu passando por alguns blogs e percebi que a maioria deles tinha recebido esses selinhos tão legais. Pensei comigo: puxa, faz tanto tempo que eu não um ganho um selinho? hehehe E fiz biquinho, que nem criança mimada, sabe?
Aí vem vc, com essa doçura cearense e me faz esses mimos tão carinhosos!!! Amei!!! Mas me diz uma coisa, tem que repassar para outros 15 ou posso repassar como quiser e até nem repassar? rs Me fala depois, tá bom?
Muuuuuito obrigada mesmo!!!
Agora sobre esse magnífico post. Como é maravilhoso ser criança no Brasil, né? Apesar de ser paulistana, passei boa parte da minha infância em lugares mais amenos e as minhas referências são exatamente as suas. Que delícia, né?
Eu acho que, mesmo que o progresso chegue, a poesia não morre, não, e nos nossos cantinhos sempre vão brotar coisas novas que nos inspirem.
Um beijo muito carinhoso pra vc e segunda, sem falta, subo os selinhos!
Bom fim de semana!
Letícia.

Fernanda Pereira disse...

Que delicia de presente...com cheiro de carinho, né?
Adorei...
E adorei vc me fazer pensar sobre transformações, sobre cidades, velhos e moços, passado e presente...

Beijosss

Marih disse...

Sammyra todas as cidades sofrem mudanças enormes com o passar dos anos e as pessoas continuam achando que cimento é progresso, isso é muito triste e aqui não foi diferente.Não sei se vc já ouviu falar que Santo Amaro da Purificação é a cidade mais poluída por metais pesados do jundo?Pois é, essa é a minha cidade e nem sempre ela foi assim, foi a partir de quando uma fábrica de beneficiamento de chumbo proibida de atuar na Europa por desobedecer as questões ambientais se instalou aqui e devido a nossa "ignorância" fez uma miséria.Caetano fez até a música Purificar o Subaé, mas tudo ficou só no blá-blá-blá mesmo!Acontece nas melhores cidades(rsrsrsrs)!
Obrigada pelos selos!
È mesmo até hoje a gente não se encontrou no msn, eu entro de dia, acho que vc entra de noite né?!
Bjãoo!

Flá Absolut disse...

Amei o que eu li.... estou namorando um Pernambucano ( sou paulista )..... perfeitooooooooooo o blog heim!!!!

.Lully Mel disse...

queria eu miinha filha
ter todas essa paixão
por cidade de interior.

moro no fim do mundo [FATO]

Universo 42 disse...

Minha cidade nunca sofreu grande transformações, ou melhor, deve ter sofrido, mas não durante minha existência. Bom blog.

Universo 42 disse...

Minha cidade nunca sofreu grande transformações, ou melhor, deve ter sofrido, mas não durante minha existência. Bom blog.

Marcelo disse...

Que poema bonito de louvor a terra Natal... Não fica devendo ao Samba do Avião... guardada as devidas proporções, é claro...

Tem muita gente boa escrevendo muita coisa legal por aí... falta é aparecer.
Legal

Michelle disse...

lembrei um pouco da minha infancia,muito bom o seu blog,dá uma passadinha no meu!
http:michellephn.blogspot.com

Lidianne Andrade disse...

opa
sempre curto esse blog
e do ceará!!!

Simone, disse...

agora qr conhecer ai..rs

Soneca disse...

belo texto
bela cidade
belos selos

:D


visite-me tbm


http://lokuraloka.blogspot.com/

:D

Dih da Pâhzinha... disse...

Olha eu nunca vi a sua cidade mas concerteza a minha é mais linda!!!

auhauhauhahuauhuhahua

Todo mundo acha sua cidade a mais linda!!!

E parabens pelos selos...

http://www.avidanobeco.com/

Milla disse...

Nhaaa q lindos!! nossa, quantos!!!
haeuhaeuieaheu
hoje mesmo já posto eles lá!!!
ahh, brigada por sempre lembrar de mim!!
brigada mesmo!!! ^^

Bjooo linda!!!

André disse...

É muito bom quando damos valor as nossa origens, infelizmente algumas pessoas não dão, mas vc não é uma dessas com certeza...
Parabéns pelo blog, merece os selos mesmo, e até mais que esses...

evelin disse...

entendo sobre isso a cidade em que moro tem sofrido mts transformaçoes de um ano pra cá... em questoes de crescimento, transito, violencia, poluição... eh dificil

Maíra Charken disse...

Parabéns pela sua terra. A minha também continua linda... Rio de Janeiro!

www.mairaempalavras.blogspot.com

Douglas Lourenço disse...

opa! é isso aí ta muito bom o blog até mais

Jomar disse...

O selos são merecidos!!!

Bjo

Lana Haydée disse...

Sam!!!
Dá uma inveja de cidade assim... Eu tenho o meu lado completamente urbano, mas às vezes faz uma falta essa conversa na calçada no fim-de-tarde!!!

E obrigada por mais esses mimos!!! Logo, logo eles estarão nos Segredos. Beijos!!!

Ah, eu tenho que passá-los para mais 15 também???

Letícia Castro disse...

Florzinha, Feliz Dia do Amigo!!!
Beijo carinhoso!

DuDu Magalhães disse...

Oies blz!

vim retribuir o seu comentário no meu blog!


é mesmo quem ira dizer que existe razão...

rsrssr


quiser passar lá novamente

http://visaocontraria.blogspot.com/


abrasss

Garota Nomadi disse...

mto legal seu blos..o tema é as imagens da postagem tb...bjos

Erica disse...

Oi querida!Parabéns mais uma vez pelo belo post!
Agradeço imensamente pelos selos.Amei-os!Podes me ensinar a colocá-los no template?
Bjs!!

Gregory Vancher disse...

Belíssimo texto. Conseguiu dar texturas, sons e até cheiros para o saudosismo e acho não ser o único a pensar isso. Mas o texto também alerta por uma sobreposição do moderno pelo antigo, sem a preocupação com o bem estar da população.

Temo pelo futuro das crianças. Pela liberdade não concedida pelos pais, visando protegê-las mas, tornando-as introspectivas e frias. Pelas horas de brincadeiras eletrônicas, que as impedem de gastar toda a energia em seus corpos e podem trazer males à saúde. Até quando o mundo vai achar que sacrificar a felicidade de uma criança é válido só para que o "progresso" aconteça?

http://clik.to/otherside

Designer Vigiado disse...

olá... obrigado pela visita...fique a vontade para borboletear por lá..abraços...