Borboleteando...

. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .
A vontade impulsiva de escrever e depois de ver tantos blogs interessantes me levou a criar um também... como borboleta, vou borboleteando por aí, sem saber onde isso vai dar nem onde irei parar... Bons vôos... εïз~*~

. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .

quinta-feira, 2 de julho de 2009

E ela vivia assim...

Saber Voar
Chimarruts
Composição: Sander Fróis / Nê
Falar...(falar...)

Que bom quando é pra ti
Sonhar...(sonhar...)
Faz a vida mais feliz
E as estrelas que não posso tocar
Estão tão perto
Estão no teu olhar
Cantar...(cantar...)
Que bom quando é pra ti
Ver teu sorriso
Também me faz sorrir
Oh estrela não deixe de brilhar
Mesmo que tão longe
Sei que ela está lá
Mesmo que eu não te veja
Posso sentir quando pensa em mim
É como não ver o sol
Mas ter certeza que está la
Transformando a noite em dia
Tristezas em alegrias
E aquilo que era vazio
Foi embora pra não voltar mais
Queria saber voar
Pra lá do alto poder ver você
Te ver sorrir te ver sonhar
Coisas lindas quero te dizer
Se um anjo encontrar
Eu vou pedir pra ele te proteger
Oh estrela que me faz enxergar
Que a vida é linda de viver

Ela vivia assim: pés no chão e cabeça nas nuvens!
Caminhava seu caminho querendo se misturar com o vento, com as cores, com os cheiros e sabores.
Detetive por vocação, estava sempre investigando tudo que se passava em volta e dentro dela... vasculhava tudo, desde as caixas de pensamentos empoeiradas até aqueles sentimentos remendadinhos esquecidos lá no cantinho do coração. Sabe aqueles sentimentozinhos que a gente sente e às vezes nem sabe que sentiu? Sabe aqueles pensamentinhos que, caixa aberta, saltavam serelepes sacudindo a poeira e desamassando a roupinha? Eram justamente estes que ela escarafunchava, escarafunchava até soltar gritinhos de "Viva! Viva!" que poderiam ser lidos como "Eureca! Encontrei! Descobri!" ou até mesmo um "Viva! Viva! Estou, de fato, viva!"
Ela vivia assim: pés no chão e cabeça nas nuvens!
De tanto caminhar seu caminho, cabelos ao vento e cara pra cima, não enxergava as pedrinhas que atravessavam sua estrada e, de não enxergar... puf! Dava mergulhos no chão! Olhos rasos d'água e nariz sujinho de terra, ensaiava alguns soluços mas, de repente, observava que lá no chão haviam formiguinhas trabalhadeiras, caminhando enfileiradas, carregando folhas verdes nas costas e aí esquecia-se do tombo, do choro, da dor...
Ela vivia assim: pés no chão e cabeça nas nuvens!
Andava sem parar, até que em um determinado momento, ela parou bruscamente! O céu azulz tingira-se de colorido. Um verdadeiro arco-íris (perdoem-me mas pra mim arco-íris vai ser sempre arco, tracinho, íris) coreografando um ballet que deixaria qualquer Ana Botafogo abobalhada! Seus olhos ficaram hipnotizados por esse farfalhar, sentiu seu coração boquiabertamente acelerante e desejou ardentemente ser uma delas...
Ela vivia assim: pés no chão e cabeça nas nuvens!
-Por favor, por favor, por favor, que eu seja uma delas! - de olhos fechados desejou!
Ao abri-los, percebeu que o colorido se aproximava e então se viu envolta num redemoinho de luz e cores! Não me perguntem como, mas, de repente, como num passe de mágica, elas se misturaram!
Foi então que sentiu suas asinhas adormecidas se abrirem, tal qual flor desabrochando. Só aí observou que seus pés flutuavam e subiam, desciam, faziam movimentos circulares e elípticos que fizeram com que s edesse conta de que alcançara a maior das descobertas: suas asas coloridas lhe davam a oportunidade de VOAR, de ver tudo do alto, em sua complexa completude.
Da última vez que a vi, ela estava assim, com um sorriso no rosto, voando rumo à liberdade!
E ela vivia assim: pés no chão e cabeça nas nuvens!
Pensamentinho de Cabeceira:
"Eu sou eu e meus avessos"
(Padre Fábio de Melo)

25 comentários:

º Tayla º disse...

Eu vivo assim: pés no chão e cabeça nas nuvens!

Beijo Sammyra!

")

Sarah disse...

Que texto lindooo
'E ela vivia assim: pés no chão e cabeça nas nuvens! '

Só nao podemos deixar que os pés saiam do chão..
Ah
acheii lindoo
lindooo mesmoo

bjoooo

Babi Mello disse...

Oi! Sammyra 1º respondendo a sua pergunta não vou me casar só estou realizando por enquanto o sonho de outras mulheres.

Linda homenagem que você fez a sua avó e eu sei como é isso, a lembrança de alguém que amamos muito.
Espero ter entendido o seu texto, agora ela voa, como um anjo e lhe protejer.

Bj!

*Lusinha* disse...

E é assim que temos que levar a vida, não é mesmo?
Sonhando, mas sem esquecer da realidade...
Bjitos!

*Lusinha* disse...

Será que meu comentário foi?

Drê disse...

Cabeça nas nuvens... Todo mundo tem o direito de ter.
Só nãp pode se esquecer que os pés devem ficar no chão.
Mesmo assim, ainda gosto de voar um pouco,mesmo que eu leve um tombinho, pelo menos eu voei.
----
Sammyra, vc sabe qual é o significado do seu nome?
Se souber me fala.
beijos ;*

Moni disse...

padre fábio... um fofo sempre com belas palavras,,,
menina acredita q hj eu cantei o dia td essa musica?? hehe bjkss

Anônimo disse...

Ei Sammyra! O blog "O que elas estão lendo!?" está com sorteio!

Como você é nossa seguidora, viemos aqui te lembrar que amanhã é o último dia para participar.

Como participar? Só deixar um comentário dizendo: Eu quero participar!

Você vai estar concorrendo ao livro do famoso escritor brasileiro Pedro Drummond.

Depois é só cruzar os dedos!

beijos e boa sorte

Equipe "O que elas estão lendo!?"
www.elasestaolendo.blogspot.com

Biiia Barbosa. disse...

Pés no chão, eu creeio que seja essencial, porém a cabeça nas nuvens, depende do momento que você está. (:

Beijos.

Daniela Filipini disse...

Chimarruts tem umas letras lindas *-*

Liria... disse...

eu vivo com a cabeça nas nuvens... Sempre soltando um Aiii cai. =/ Pra logo em seguida voltar...

estou melhor sim flOr, niver chegando!!!

bjOs tenha um otimo final de semana.

JIME disse...

"Saudade é quando o momento tenta fugir da lembrança para acontecer de novo e não consegue.
Lembrança é quando, mesmo sem autorização, seu pensamento reapresenta um capítulo."
Beijo grande.

Cαгolinα disse...

adoro seus devaneios, sabia?? eu realmente tava com saudade deles.. pés no chão, cabeça nas núvens.. me diz quem é que não costuma viver assim??? o importante é saber a hora certa de tirar a cabeça das núvens e dar uns saltinhos de vez enquando!!

bjos Sam!

Bruna disse...

Oiee Sammyra!

Quanto tempo! Já estava com saudades de você e destes textos lindo que você publica aqui.

beijos
;**

' káh. milloti ' disse...

Nunca ouvi esta música. Mas a letra é perfeita. Beijos

Camila disse...

Adoooro essa música! =)
Melhor ficar com um pé no chão e outro nas nuvens do que tudo nas nuvens né! ou tudo no chão hahah

beijo querida! E TENHA PACIENCIA ORAS NÃO DÓI NÃO hahhaha

B; disse...

pés no chão e cabeça nas nuvens sempre!!

Lua. disse...

lindo!

ja estou melhor sim, obrigada (:
beijones :*

•.¸¸.ஐBruneLLa França disse...

Eu vivo assim: pés e cabeça nas nuvens!

Saudade imensa, Sammy!

Beijos e borboleteios

Natália Alexandre disse...

Oi....lógico que ainda dá para participar, só acaba início em agosto.


vai lá e participa.

bjs

Natália.

http://meninasdabahia.blogspot.com

*Lusinha* disse...

Ei moça, cadê a atualização??? :)
Bjitos!

aninha #) disse...

Lindo o texto!
Ela, sem dúvida alguma, viveu muito bem e do jeito certo, com os pés no chão mas a cabeça nas nuvens.
Linda a homenagem!

Beijos.

Tataahzinha disse...

Palavras muito bem escolhidas!
:)
e a proposita, AMO esta música!
beijinhos!

Mandy disse...

ameii, e amo musicas do Chimarruts ^^)

beijos ;**

ândria Halfen, disse...

olá, gostei daqui tb :)
beijos.