Borboleteando...

. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .
A vontade impulsiva de escrever e depois de ver tantos blogs interessantes me levou a criar um também... como borboleta, vou borboleteando por aí, sem saber onde isso vai dar nem onde irei parar... Bons vôos... εïз~*~

. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .

segunda-feira, 22 de junho de 2009

Luto!!!


O Anjo Mais Velho
O Teatro Mágico
Composição: Fernando Anitelli
"O dia mente a cor da noite
E o diamante a cor dos olhos
Os olhos mentem dia e noite a dor da gente
"Enquanto houver você do outro lado
Aqui do outro eu consigo me orientar
A cena repete a cena se inverte
Enchendo a minh'alma d'aquilo que outrora eu deixei de acreditar
Tua palavra, tua história
Tua verdade fazendo escola
E tua ausência fazendo silêncio em todo lugar
Metade de mim
Agora é assim
De um lado a poesia, o verbo, a saudade
Do outro a luta, a força e a coragem pra chegar no fim
E o fim é belo incerto... depende de como você vê
O novo, o credo, a fé que você deposita em você e só
Só enquanto eu respirar
Vou me lembrar de você
Só enquanto eu respirar
Não queria voltar a postar nesse blog assim, fazendo homenagens póstumas...
Gosto de vida, de alegria e... quer saber? Minha vó gostava também! Então não entendam como homenagem póstuma, leiam e entendam como mais um brinde a cem anos de uma vida muito bem vivida e a uma vontade de jajá nos encontrarmos de novo e aí sim... vai ser aquela festa!
Bom, aí tá a transcrição da cartinha que eu li na missa de sétimo dia de minha vó:
Vovó Livinha, para mim, é sinônimo de vida! Não há como lembrar dela sem um sorriso no rosto, olhos vivos, mesas fartas e muita história para contar...
Seu principal objetivo nesta existência foi literal e redundantemente VIVER e, posso dizer com a autoridade de quem com ela conviveu, que sua meta foi cumprida, e com louvor! Minha vó sorveu a vida e soube aproveitá-la da melhor maneira: sorrindo, amando, convivendo, desbravando e conquistando aqueles que caminharam seu caminho.
Engraçada que só ela, acrescentava semrpe um ano a mais quando questionada a respeito da idade pois dizia que agindo desta forma viveria mais um ano e mais outro e mais outro... O curioso é que ela sempre dizia que pararia nos cem...
Falando em cem anos, este foi um dos últimos desejos caprichosos seus. sua festa centenária, com a família toda em volta, todos comendo e bebendo, a música tocando e ela, a rainha da festa, sendo cumprimentada por aqueles que lhe eram caros.
Sinto-me imensamente feliz por, juntamente com os demais, não ter envidado esforços para que este sonho se concretizasse. E como ela estava feliz naquele dia! Mas, dizia sempre que aquela comemoração de seus anos seria a última...
Se foi profecia ou não, nove meses depois, estava eu, juntamente com os demais, não envidando esforços para preparar a sua despedida do nosso meio...
Tenho certeza de que agora ela deve estar lá no plano espiritual, com Pai Vés (meu avô), painho e padrinho Antônio fazendo festa, falando alto e encantando os anjos com suas histórias, sempre seguidas de um "Demoooore, sá Livinha" de Pai Vés, que, por sua vez, deve estar radiante por encontrar seu AMOR MAIOR outra vez.
Seria egoísmo de minha parte dizer que Deus foi injusto por ter carregado minha vó pra Ele. Não! Sou grata aos céus por ter tido o privilégio de conviver com ela por tanto tempo, por ter escutado suas histórias e conselhos e por ter aprendido lições valiosas com sua astúcia, sabedoria e fortaleza.
Mas também seria mentira dizer que não está doendo! como disse e cantou o poeta, "sua ausência está fazendo silêncio em todo lugar". É duro saber que ela não está mais lá, que está senão nas lembranças e fotografias. Dói saber que o cheiro, o toque, o abraço não serão mais sentidos.
O que consola é saber que entrou mais uma pro time dos que cuidam de nós lá de cima: minha vovó Livinha, meu "anjo mais velho".
Agradeço, em nome da família Olegário/Macedo/Santana a cada um que, com gestos de carinho, palavras de sustentação, abraços fraternos ou até mesmo com o silêncio que diz tudo, nos confortaram neste momento de resignação!
Pois é, pessoas... voltei! Não com a mesma frequência de antes, mas voltei!
Pensamentinho de Cabeceira:
"Tenho certeza que vou te encontrar
não sei o dia e a hora
mas sei o lugar
sei que você esta bem
mesmo assim
isso não me impede de chorar"...
(Catedral)

19 comentários:

Babi Mello disse...

Oi! Sammyra, não vou dizer nada, porque sei o que é perder uma avó, alguém que amamos muito e que passamos a conviver com tanta frequência. Lembre-se dela com felicidade, com amor.
Que bom que voltou.
Bj!

JIME disse...

OiSammyra, que bom que voce está de volta. Estava com saudade.
Por mais que a dor e a tristeza seja grande, a sua "Vó" estará sempre contigo para abençoar-te.
Beijo grande.

Sarah disse...

Gemea..
Perdi meu avô faz um mês.. e vc descrevendo a sua avó, parecia muito meu avô.. cheio de vida, cheio de história, cheio de manias...
o que nos conforta é que eles estão bem melhor do que estavam aqui..
=)
que bom que vc voltoou !
Bjoo ooo!!!

Camila disse...

Mas a morte não é só tristeza! Ela foi pra um lugar concerteza! =)
Mas é tão dificil falar sobre isso né... Quando meu priminho faleceu nada que me falassem me confortava!

beijo, é bom voltar!!!!

' káh. milloti ' disse...

Sei como é perder pessoas tão queridas.. por isso digo lhe que sempre que precisar de palavras de conforto, ou até mesmo de um ombro amigo, estarei aqui, pois sei que nestas horas, os amigos sempre ajudam. Beijos.

mateusbonez disse...

AHHHHHHHHHHH Minha amiga blogueira Sammyra *----------* Que SAUDADES de vs, de verdade lindona, vs fez uma falta imensa. Qdo vi teu comentário, saltei de alegria aqui!

OUN, q texto lindo, q saudades dos seus pensamentos, espero q vs não se afaste mais pois suas palavras mtas vezes nos ajudam a continuar a seguir esse caminho que se chama VIDA.


Te adoro e beijão, boa semana :D
http://tiomah.blogspot.com/

Tataahzinha disse...

SAUDADES IMENSAS TUAS!
que homenagem bela minha flor!
Na certa, ela merece, é MUITO!

E flor, me acompanhe no blog novo, vce ainda está acompanhando no antigo
sahshauishiasaihsaui
beijinhos!

º Tayla º disse...

Sammyra..que saudades que bom que voltou! \o/
Sinto muito por sua avó, viu. Mas como todos disseram..lembre-se de todos os momentos felizes que passou ao lado dela e tenha certeza de que um dia se encontrarão novamente.. ")
beijãão!

->Léla PimenteL disse...

Ke bom ke tah de voltaa!
Eu nunk deixei de vir aki... ler um poukinho d vc...Nas postagens mais antigas, de ants de eu aparecer por este mundinhu...rsrs

Sobre a Vovó...
Estou passando por mals momentos com a minha...Medicos, exames, noite em claro no hospital...Vai sabeeer...=/

Tento ver td como treinamento, eh pra fikrmos mais fortes e sermos mais duronas!

"Td despedida merece um lindo recomeço!!"

Ke bom ke estah de voltah!!

=**

Dois Rios disse...

Oi, Sammyra,

Que bom que você está de volta, ainda que este regresso seja marcado por uma perda tão significativa.
Sua avó foi uma bem-aventurada que pôde, ao longo de 100 anos, contar com o amor de toda a sua família e que deixou, além dos ensinamentos de vida, exemplos de luta e coragem e a certeza de que o amor é o alicerce da vida.

Seja bem-vinda, minha querida!

Beijos,

Inês

Livia Queiroz disse...

Poxa... Entendo sua dor.
Ja passei por isso, mas assim como você(apesar do post la do blog) acredito na teoria de virarmos estrelinhas e tals...

Que bom que está de volta.

E tenha certeza Vovó Livinha tá em um ótimo lugar.


bjoks e obrigada pelo comments

Luana H. disse...

Ah, querida.
Força! Que Deus te conforte e conforte toda a sua família.

Vou esperar a cartinha e o postal, heim!
Esse tempo em que esteve fora, visitei loucamente seu blog com a esperança de um post... Fiquei feliz em tê-la de volta!

Beijão, flor.

__((::_Pamelita_::))__ disse...

Que bom que voltou... ^^

SAUDADES DAQUI...

bom... nessas horas eu realmente não sei o que dizer... é complicado... no inicio do ano perdi uma pessoa que embora nao fosse realmente minha avó era como se fosse e é complicado... realmente não sei o que dizer!

beijoooos e fica bem...

^^

*Lusinha* disse...

Minha mãe está fazendo um álbum de scrapbook de quando eu era neném e ontem vi duas fotos minhas com meus avós paternos, a primeira vez que viajei para a cidade deles, onde eles nasceram.
Meu avô morreu em 2007 e ver aquela foto dele, doeu tanto... Não consegui conter as lágrimas... E até escrevendo isso aqui pra você agora dá um aperto no peito.
É ruim demais, mas o tempo ajuda a gente aprender a conviver com a dor. Força!
Bjitos!

FRANCYELLE FERNANDES disse...

Tem um selinho pra voce no meu blog dá uma passadinha lá!

Liria... disse...

Paz, nesse coraçãozinho Sammyra. Estou triste minha vó tá dodoí, e naum tem muito tempo de vida... Mas é assim mesmo... é a vida que segue seu curso natural.

Paz, muita paz e obrigado pela visitinha.

ps: um dia quando menos esperamos aprendemos a libertar as amarras de nosso coração.

JIME disse...

Oi,
tem um selinho pra você.
Passe lá.
Beijos.

Cαгolinα disse...

bom, todos os meus avós que morreram, nunca os vi pessoalmente, exceto uma que ainda está viva.. essa assim pude conhecer..

como é bom ter você de volta, amei o layout novo, mocinha!!

é assim o ciclo da vida, essas pessoas idosas super fofas que são nossos avós sempre nos deixam quando menos queremos.. mas é isso aí, lembre-se sempre de sua velhinha com muito carinho e todo o amor que ela dedicou a você e sua família!!

bjos!!

Drê disse...

Texto lindo que você leu.
Não posso saber oque você está passando porque quando eu nasci eu já não tinhas nenhum dos quatro avós, ou seja, não sei o que é perde-los, mas sei a falta que eles fazem.
Que bom que você voltou pro blog!
tenho tanta coisa pra te contar...
Força aí Samyra.
beijão