Borboleteando...

. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .
A vontade impulsiva de escrever e depois de ver tantos blogs interessantes me levou a criar um também... como borboleta, vou borboleteando por aí, sem saber onde isso vai dar nem onde irei parar... Bons vôos... εïз~*~

. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .

terça-feira, 3 de julho de 2012

Ponto final de interrogação

O Gosto do Azedo
(Rita Lee)

Para o sangue, sou o veneno
Eu mato, eu como, eu dreno
Para o resto da vida, sou extremo
Sou o gosto do azedo
A explosão de um torpedo
Contaminação do medo
Eu guardo o seu segredo
Sou o HIV que você não vê
Você não me vê
Mas eu vejo você
Sou a ponta da agulha
Tanto bato até que você fura
É a minha a sua captura
Sou dupla persona
Seu estado de coma
Sou o caos, sou a zona
Seu nocaute na lona
Sou o HIV que você não vê
Você não me vê
Mas eu vejo você
Eu sou o livre-arbítrio
Sem causa com efeito
Sua força é meu grande defeito
Sou a dor da tortura
Uma nova ditadura
Terminal da loucura
Sou o vírus sem cura
Sou o HIV que você não vê
Você não me vê
Mas eu vejo você

Sinto. Ouço. Calo. Penso. Convido. Me acanho. Me acato. Me recato. No ato.
O brilho. O olho. A sede. A boca. O pé. Do ouvido. Um cisco. No olho. A cor.
A cor. O A Cor do. Olho. Duvido. Vejo. Sinto. Ouço. Calo.
Penso. Despenso. Dispenso. Retraio. Convido. Com Ouvido. Com ovido. Revido.
Um dia. Quem sabe. Esc olho. O olho. O beijo. A carne. Arde.
Sinto. Ouço. Calo. Falo?

Pensamentinho de Cabeceira:
"Sou nova demais pra velhos comícios
Sou velha demais pra novos vícios"
(Rita Lee - Nunca fui Santa) 

5 comentários:

Babasinha disse...

Hahaha, adorei o jogo de palavras... confesso q viajei um pouco... tá, muito! beijosss

Fernanda Gislayne disse...

ficou mto legal ;)

Fernanda Gislayne disse...

Ficou muito legal!! ;)
\o/

Luciano Braz disse...

deliciosa postagem! Abração

JIME disse...

Arrasou...
Beijos liindaaa.